Script de estatística do portal - depende da habilitação de javascript.

Ministério da Saude SUS Governo Federal

O Ministério da Saúde é o órgão do Poder Executivo Federal responsável pela organização e elaboração de planos e políticas públicas voltados para a promoção, prevenção e assistência à saúde dos brasileiros.

Bloco G - Esplanada dos Ministérios, Brasília - DF 70058-900 Telefone:(61) 3315-2425 | Disque 136 Ouvidoria Geral do SUS Horas: quinta-feira 08:00 – 18:00

Portal da Saúde

 CADERNETA DE SAÚDE DA PESSOA IDOSA 

 Ficha espelho: 4ª Edição da Caderneta  da Saúde do Idosa

 

HISTÓRICO

A revisão e atualização da Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa tiveram como ponto de partida as sugestões dadas pelos coordenadores da atenção ao idoso, das diversas regiões do Brasil, em evento realizado em outubro de 2012, em Brasília (Dia Nacional e Internacional do Idoso, dias 03 e 04/10/2012). Assim, a COSAPI formulou o projeto em parceria com a FIOCRUZ-RJ e grupo de especialistas da UFMG, com o objetivo de ampliar a articulação e instrumentalizar as equipes da Atenção Básica para o cuidado da pessoa idosa, de acordo com as suas especificidades e como resposta às criticas dos gestores sobre a necessidade de atualização dos instrumentos no contexto atual do SUS. 

O processo de revisão da Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa foi amplamente discutido com parceiros estratégicos das diversas áreas do Ministério da Saúde, e também com outras instâncias. A nova proposta conta com alguns diferenciais, como: permitir o acompanhamento longitudinal por 5 anos; possibilitar a identificação do idoso frágil por meio do índice de vulnerabilidade clinico-funcional; permitir o monitoramento de condições crônicas de saúde; alertar a pessoa idosa e os profissionais de saúde para os medicamentos potencialmente de risco; entre outros.

TESTE DE CAMPO

A construção da proposta incluiu testes de campo em unidades de Atenção Básica localizadas em regiões metropolitanas de Belo Horizonte (MG), Rio Branco (AC), Brasília (DF) e Porto Alegre (RS). Além disso, foi submetida ao Colegiado de coordenadores SPI, durante o qual sugestões tanto de conteúdo quanto de estratégias de distribuição e divulgação foram realizadas. Por fim, em 4 de fevereiro de 2014 foi colocada em consulta pública durante 30 dias, período no qual a COSAPI recebeu aproximadamente 50 contribuições, que serão avaliadas e consolidadas no produto final.

CONSULTA PÚBLICA

A Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa foi submetida à consulta pública por 30 dias, sendo finalizada em 4 de março de 2014. A consulta teve amplo processo de participação de diferentes segmentos da sociedade, com destaque para  gestores municipais, estaduais e federais de saúde; profissionais de saúde de níveis médio e superior; acadêmicos; entre outros. Totalizaram 50 contribuições, com diferentes olhares e atores. As contribuições serão avaliadas e incorporadas à nova versão para aperfeiçoamento, finalização e disponibilização.

O processo de reformulação da Caderneta percorreu as seguintes fases: discussão com o Comitê Assessor da COSAPI; testes de campo em Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Rio Branco (AC) e Porto Alegre (RS), durante os meses de outubro e novembro de 2013; reuniões com outras áreas do Ministério da Saúde; oficina no 7º Congresso Centro-Oeste de Geriatria e Gerontologia; GT no VIII Colegiado de Coordenadores de Saúde da Pessoa Idosa; e, finalmente, a consulta pública.

A Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa foi lançada no Congresso Nacional de Secretários Municipais de Saúde – CONASEMS, em junho de 2014.

 

 

IMPLEMENTAÇÃO

 

Para apoiar a implementação da caderneta, disponibilizamos o Manual para a Utilização da Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa**, que tem o objetivo de orientar e colaborar para o correto preenchimento dos campos da Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa e da Ficha Espelho da Caderneta.

 

A Ficha Espelho** permite consolidar as principais informações coletadas com a caderneta.  A manutenção de uma ficha espelho atualizada da Caderneta na unidade de saúde contribui para o monitoramento da condição de saúde e também para o planejamento das ações ofertadas pela equipe de saúde, qualificando os profissionais na atenção à saúde da pessoa idosa.

 

 Além dos materiais citados acima, disponibilizamos também outras ferramentas para complementar a qualificação da atenção à saúde da pessoa idosa:

 

 

 

 

  • VÍDEOS UNA-SUS: 

          Trabalhando em equipe

 

          Priorizando os idosos frágeis e vulneráveis

 

          VES-13

 

          Identificando riscos para idoso em domicílio

 

Saúde baseada em evidências
Disque Saúde - Ouvidoria Geral do SUS
Ministério da Saúde - Governo Federal - Brasil