Script de estatística do portal - depende da habilitação de javascript.

Ministério da Saude SUS Governo Federal

O Ministério da Saúde é o órgão do Poder Executivo Federal responsável pela organização e elaboração de planos e políticas públicas voltados para a promoção, prevenção e assistência à saúde dos brasileiros.

Bloco G - Esplanada dos Ministérios, Brasília - DF 70058-900 Telefone:(61) 3315-2425 | Disque 136 Ouvidoria Geral do SUS Horas: quinta-feira 08:00 – 18:00

Portal da Saúde

 

Links relacionados à Saúde do Homem

 

  • Comunidade de práticas DAB: se propõe a ser esse espaço vivo, dinâmico, com efetivo valor de uso para o SUS. O projeto consiste de um conjunto de estratégias articuladas em torno de uma proposta principal: a oferta de uma plataforma virtual que possibilite a constituição de comunidades virtuais entre os trabalhadores e gestores da atenção básica das três esferas de governo. 
  • Instituto Nacional de Câncer/INCA: órgão auxiliar do Ministério da Saúde no desenvolvimento e coordenação das ações integradas para a prevenção e o controle do câncer no Brasil. 
  • Juventude Viva: Sob a coordenação da Secretaria-Geral da Presidência da República, por meio da Secretaria Nacional de Juventude, e da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, o Plano Juventude Viva é fruto de uma intensa articulação interministerial para enfrentar a violência contra a juventude brasileira, especialmente os jovens negros, principais vítimas de homicídio no Brasil 
  • Instituto PAPAI: organização civil sem fins lucrativos, sediada em Recife, que desenvolve ações políticas, educativas e informativas junto a populações masculinas em situação de pobreza, bem como estudos e pesquisas sobre masculinidades, a partir da perspectiva feminista e de gênero. 
  • Instituto Promundo: organização brasileira com escritórios no Rio de Janeiro, Estados Unidos, Portugal e Ruanda, que trabalham em colaboração para atingir sua missão de promover masculinidades não-violentas e relações de gênero  equitativas. 
  • Instituto Noos: organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, fundada em 1994 e reconhecida como de Utilidade Pública Federal. O Noos tem por objetivo o desenvolvimento e a difusão de práticas sociais sistêmicas voltadas para a promoção da saúde dos relacionamentos nas famílias e nas comunidades. Em especial, busca metodologias que contribuam para a dissolução pacífica de conflitos familiares e comunitários e as difunde através dos cursos oferecidos por sua Escola de Práticas Sociais Sistêmicas e das publicações de sua editora. 
  • ECOS Comunicação em Sexualidade: organização não-governamental com 20 anos de atuação consolidada na defesa dos direitos humanos, com ênfase nos direitos sexuais e direitos reprodutivos, em especial de adolescentes e jovens, com a perspectiva de erradicar as discriminações relativas a gênero, orientação sexual, idade, raça/etnia, existência de deficiências, classe social. 
  • EME Masculinidades y Equidade de Género: área de la Fundación CulturaSalud (Chile) dedicada a la investigación y la intervención psicosocial con hombres y equidad de género. 
  • ReHuNa – Rede de Humanização do Parto e do Nascimento: organização da sociedade civil com atuação em todo o Brasil fundada em 1993, com o objetivo principal de divulgar a assistência e cuidados perinatais com base em evidências científicas. 
  • Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC): entidade nacional que congrega médicos que atuam em postos e outros serviços de Atenção Primária em Saúde, prestando atendimento médico geral, integral e de qualidade a indivíduos, famílias e comunidades. Inclui também professores, preceptores, pesquisadores e outros profissionais que atuam ou estão interessados nesta área. 
  • Núcleo de Pesquisa em Gênero e Masculinidades Gema/UFPE: Fundado em 1998, o Gema tem por objetivo desenvolver ensino, pesquisa e extensão universitária, a partir do enfoque feminista de gênero, atuando no campo da saúde e direitos humanos, especialmente em temas relativos aos direitos sexuais e reprodutivos. 
  • Núcleo Margens: Modos de vida, família e relações de gênero/UFSC 
  • Centro Latino-Americano em Sexualidade e Direitos Humanos CLAM/UERJ: tem como finalidade principal produzir, organizar e difundir conhecimentos sobre a sexualidade na perspectiva dos direitos humanos, buscando, assim, contribuir para a diminuição das desigualdades de gênero e para o fortalecimento da luta contra a discriminação das minorias sexuais na região. 
  • Campanha Brasileira do Laço Branco: tem por objetivo sensibilizar, envolver e mobilizar os homens em ações pelo fim de todas as formas de violência contra a mulher, atuando em consonância com as ações dos movimentos de mulheres, feministas e de outros movimentos organizados em prol da equidade de gênero e justiça social. 
  • Campanha Diálogos: Gênero Saúde e Cidadania - Trabalhando com homens e mulheres em contextos de grandes obras. 
  • Campanha Machismo Não Combina com Saúde: Instituto PAPAI
  • MenEngage: rede global de organizações da sociedade civil, comprometida em engajar homens e meninos para a promoção da igualdade de gênero. A rede busca incentivar a colaboração entre organizações no âmbito nacional, regional e internacional para o desenvolvimento de programas e advocacy que promovam a inclusão do tema homens e masculinidades nos esforços para a promoção da igualdade de gênero. 
  • MenCare: uma campanha mundial sobre a paternidade. 
  • Intercâmbios: aliança interamericana de organizações não-governamentais e indivíduos comprometidos com a prevenção da violência de gênero na América Latina. A aliança aborda o tema como uma questão de saúde pública e de Direitos Humanos. Entre as ações, estão incluídas capacitações técnicas, estratégias de advocacy, pesquisas e disseminação de conhecimentos e boas-práticas relacionadas ao tema. 

 

Saúde baseada em evidências
Disque Saúde - Ouvidoria Geral do SUS
Ministério da Saúde - Governo Federal - Brasil