Script de estatística do portal - depende da habilitação de javascript.

Ministério da Saude SUS Governo Federal

O Ministério da Saúde é o órgão do Poder Executivo Federal responsável pela organização e elaboração de planos e políticas públicas voltados para a promoção, prevenção e assistência à saúde dos brasileiros.

Bloco G - Esplanada dos Ministérios, Brasília - DF 70058-900 Telefone:(61) 3315-2425 | Disque 136 Ouvidoria Geral do SUS Horas: quinta-feira 08:00 – 18:00

Portal da Saúde

Data de Cadastro: 04/09/2017 as 14:09:42 alterado em 04/09/2017 as 14:09:42

Após rápida ação do governo brasileiro, o antídoto foi enviado a tempo para salvar uma criança colombiana. O medicamento é produzido exclusivamente pelo Instituto Butantan (SP).

No último dia 29 de agosto, o Ministério da Saúde do Brasil recebeu e prontamente atendeu recebeu comunicado oficial do Ministério da Saúde da Colômbia, solicitando doses de soro antinômico para tratar uma criança de nove anos que se acidentou com a lagarta Lonomia (Taturana de Fogo). Em rápida resposta, a equipe de Cooperação Humanitária e a Coordenação Geral de Imunizações do Ministério da Saúde em parceria com o Ministério das Relações Exteriores realizaram os trâmites para o envio de 30 doses do soro antídoto.

O Brasil é o único produtor do soro, por este motivo, países vizinhos que são afetados pela incidência deste tipo de lagarta têm dificuldades em acessar o antídoto. Neste sentido, a Colômbia havia solicitado em julho passado uma doação de 50 doses de soro antilonômico ao Brasil e os trâmites estavam em curso, porém diante da gravidade da situação, o país requerente conseguiu realizar o transporte de emergência.

ACIDENTES COM TATURANA O contato com os espinhos da lagarta Lonomia provocam, em casos leves a moderados, dor e queimação, seguida de vermelhidão, inchaço, calor, mal-estar, cefaleia, náuseas e vômito. As manifestações hemorrágicas podem aparecer entre 8 a 72 horas após o contato, sendo as mais comuns manchas escuras pelo corpo, sangramento pelo nariz, gengivas, urina e em ferimentos recentes. Em casos mais graves, podem evoluir para insuficiência renal aguda e morte.

COOPERAÇÃO HUMANITÁRIA As ações de cooperação humanitária realizadas pelo Brasil contribuem para apoiar outros países em situação de necessidade emergencial. As doações não privam os brasileiros do direito ao acesso a medicamentos, que são doados apenas se não fizerem falta a pacientes nacionais. O Brasil também é grande receptor de doações de medicamentos em situações emergenciais de desabastecimento. Além do dever moral de auxiliar países e pessoas em situação de necessidades básicas de saúde, as ações de cooperação humanitária também reforçam o compromisso institucional que o Brasil tem com a cooperação internacional, princípio consagrado na Constituição brasileira. Como consequência, a projeção internacional do Brasil é fortalecida.

 

NUCOM AISA

Anna Lima

Saúde baseada em evidências
Disque Saúde - Ouvidoria Geral do SUS
Ministério da Saúde - Governo Federal - Brasil