Script de estatística do portal - depende da habilitação de javascript.

Ministério da Saude SUS Governo Federal

O Ministério da Saúde é o órgão do Poder Executivo Federal responsável pela organização e elaboração de planos e políticas públicas voltados para a promoção, prevenção e assistência à saúde dos brasileiros.

Bloco G - Esplanada dos Ministérios, Brasília - DF 70058-900 Telefone:(61) 3315-2425 | Disque 136 Ouvidoria Geral do SUS Horas: quinta-feira 08:00 – 18:00

Portal da Saúde

Data de Cadastro: 10/03/2017 as 18:03:05 alterado em 10/03/2017 as 18:03:32

Ricardo Barros participou da solenidade de adesão do governo estadual. O programa, realizado pelo Governo Federal, vai promover o desenvolvimento integral das crianças na primeira infância

O estado de São Paulo formalizou a adesão ao programa Criança Feliz nesta sexta-feira (10). O ministro da Saúde, Ricardo Barros, participou do evento, no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo (SP), juntamente com o ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra. O programa do Governo Federal tem o objetivo de promover o desenvolvimento integral das crianças na primeira infância, ao considerar sua família e seu contexto de vida.

“O Ministério da Saúde tem grande responsabilidade no programa Criança Feliz, que é um avanço fundamental para darmos atenção maior às famílias. Vamos fazer para que cada vez o programa tenha os recursos e a estrutura necessários para o seu desenvolvimento”, destacou o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

No estado de São Paulo, 220 municípios participarão do projeto, que deve atender cerca de 40 mil gestantes e crianças de 0 a 6 anos. Participarão do programa gestantes, crianças de até três anos e suas famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família; crianças de até seis anos beneficiárias do Benefício de Prestação Continuada e suas famílias; e crianças de até seis anos afastadas do convívio familiar em razão da aplicação de medida de proteção.

“O programa é voltado especialmente aquelas família em situação de maior vulnerabilidade, priorizando a primeira infância, tendo o foco nas crianças de 0 a 3 anos, com uma visão integral. Então, envolve diagnóstico, encaminhamento de demandas, habitação, saneamento, programas de geração de renda, saúde e educação”, ressaltou o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.

A ideia é qualificar e incentivar o atendimento e o acompanhamento nos serviços socioassistenciais; estimular o desenvolvimento integral das crianças na primeira infância, em situação de vulnerabilidade e risco social; desenvolver ações de capacitação e educação permanente que abordem especificidades, cuidados e atenções a gestantes, crianças na primeira infância e suas famílias.

“Não tem nenhum programa de prevenção da violência que vai funcionar mais que a melhoria do cuidado na primeira infância, período essencial para o desenvolvimento emocional de nossas crianças”, afirmou o ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra.

A Assistência Social é uma das políticas que integra o Criança Feliz, que é um programa intersetorial. A participação fortalece atenções já desenvolvidas no âmbito do SUAS (Sistema Único de Assistência Social) às gestantes, crianças na primeira infância e suas famílias, aprimora ofertas existentes no âmbito da Proteção Social Básica e da Proteção Social Especial.

Coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, com a participação dos ministérios da Saúde, Cultura, Educação e Justiça e Cidadania, o programa terá como ponto central a visitação domiciliar. Técnicos capacitados irão até as casas das famílias para mostrar aos pais a maneira correta de estimular o desenvolvimento dos filhos, principalmente nos primeiros mil dias de vida da criança.

Em todo o país, mais de 2,5 mil municípios aderiram ao Criança Feliz. Entre as ações de promoção para o desenvolvimento infantil, são importantes os cuidados em saúde desde o pré-natal, parto, nascimento e acompanhamento do crescimento, atentando para sinais de atrasos no desenvolvimento e situações de violência.

Atendimento à imprensa
(61) 3315- 3713 / 3580 

Saúde baseada em evidências
Disque Saúde - Ouvidoria Geral do SUS
Ministério da Saúde - Governo Federal - Brasil