Script de estatística do portal - depende da habilitação de javascript.

Ministério da Saude SUS Governo Federal

O Ministério da Saúde é o órgão do Poder Executivo Federal responsável pela organização e elaboração de planos e políticas públicas voltados para a promoção, prevenção e assistência à saúde dos brasileiros.

Bloco G - Esplanada dos Ministérios, Brasília - DF 70058-900 Telefone:(61) 3315-2425 | Disque 136 Ouvidoria Geral do SUS Horas: quinta-feira 08:00 – 18:00

Portal da Saúde

Data de Cadastro: 13/05/2015 as 10:05:10 alterado em 13/05/2015 as 10:05:18

O Ministério da Saúde acompanha a situação e participa da investigação dos casos de doença exantemáticas para definir os agentes causadores e adotar ações de vigilância, prevenção e controle complementares no país.

Após investigações de equipes do Ministério, secretarias de saúde e especialistas colaboradores, análise feita pelo Instituto de Ciências da Saúde da Universidade Federal da Bahia (ICS/UFBA) apresentou amostras com resultado preliminar de Zika Vírus. Essas amostras foram encaminhadas aos laboratórios de referência Instituto Evandro Chagas e ao Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) para avaliação. A confirmação da circulação do Zika vírus no Brasil ocorrerá somente após o laudo do laboratório de referência ratificando os achados do ICS/UFBA.

O Zika Vírus tem evolução benigna, caracterizada por febre baixa, hiperemia conjuntival (olhos vermelhos) sem secreção e sem coceira, artralgia (dores em articulação) e exantema maculo-papular (erupção cutânea com pontos brancos ou vermelhos), dores musculares, dor de cabeça e dor nas costas. A doença tem um período de incubação de aproximadamente 4 dias e os sinais e sintomas podem durar até 7 dias. No entanto, a maior parte dos casos não apresenta sinais e sintomas e não há registro de morte associada. O vírus é transmitido por meio da picada de mosquito Aedes aegypti, o mesmo que transmite a dengue. Por esse motivo, as medidas de prevenção e controle são as mesmas já adotadas para a dengue e chikungunya.

O tratamento é sintomático e baseado no uso de acetaminofeno (paracetamol) para febre e dor, conforme orientação médica. Não está indicado o uso de ácido acetilsalicílico e drogas anti-inflamatórias devido ao risco aumentado de complicações hemorrágicas, como ocorre com a dengue. Deve-se procurar o serviço de saúde para orientação adequada.  

Independente da confirmação das amostras para Zika Vírus, é importante que os profissionais de saúde se mantenham atentos frente aos casos suspeitos de dengue nas unidades de saúde e adotem as recomendações para manejo clínico conforme o preconizado no protocolo vigente,  na medida que esse agravo apresenta elevado potencial de complicações e demanda medidas clínicas específicas, incluindo a estratificação de risco, hidratação e monitoramento.

 

Saúde baseada em evidências
Disque Saúde - Ouvidoria Geral do SUS
Ministério da Saúde - Governo Federal - Brasil