Imagem ilustrativa sobre avaliação do peso em gestantes

IMC para gestantes

Mesmo em idade adulta, as gestantes devem ter o seu IMC avaliado de forma especial, tendo sempre como referência a idade gestacional do feto. Gestantes no início da gravidez têm condições físicas muito diferentes daquelas que já estão próximas do momento do parto. O simples cálculo do IMC e a consulta à tabela de classificação convencional podem indicar, por exemplo, sobrepeso, ainda que ela esteja plenamente saudável. O acompanhamento do profissional de saúde é fundamental nessa fase.

Semana gestacional Baixopeso(BP) IMC ≤ Adequado(A) IMC entre Sobrepeso(S) IMC entre Obesidade(O) IMC ≥
6 19,9 20,0 - 24,9 25,0 - 30,0 30,1
8 20,1 20,2 - 25,0 25,1 - 30,1 30,2
10 20,2 20,3 - 25,2 25,3 - 30,2 30,3
11 20,3 20,4 - 25,3 25,4 - 30,3 30,4
12 20,4 20,5 - 25,4 25,5 - 30,3 30,4
13 20,6 20,7 - 25,6 25,7 - 30,4 30,5
14 20,7 20,8 - 25,7 25,8 - 30,5 30,6
15 20,8 20,9 - 25,8 25,9 - 30,6 30,7
16 21 21,1 - 25,9 26,0 - 30,7 30,8
17 21,1 21,2 - 26,0 26,10 - 30,8 30,9
18 21,2 21,3 - 26,1 26,2 - 30,9 31
19 21,4 21,5 - 26,2 26,3 - 30,9 31
20 21,5 21,6 - 26,3 26,4 - 31,0 31,1
21 21,7 21,8 - 26,4 26,5 - 31,1 31,2
22 21,8 21,9 - 26,6 26,7 - 31,2 31,3
23 22 22,1 - 26,8 26,9 - 31,3 31,4
24 22,2 22,3 - 26,9 27,0 - 31,5 31,6
25 22,4 22,5 - 27,0 27,1 - 31,6 31,7
26 22,6 22,7 - 27,2 27,3 - 31,7 31,8
27 22,7 22,8 - 27,3 27,4 - 31,8 31,9
28 22,9 23,0 - 27,5 27,6 - 31,9 32
29 23,1 23,2 - 27,6 27,7 - 32,0 32,1
30 23,3 23,4 - 27,8 27,9 - 32,1 32,2
31 23,4 23,5 - 27,9 28,0 - 32,2 32,3
32 23,6 23,7 - 28,0 28,1 - 32,3 32,4
33 23,8 23,9 - 28,1 28,2 - 32,4 32,5
34 23,9 24,0 - 28,3 28,4 - 32,5 32,6
35 24,1 24,2 - 28,4 28,5 - 32,6 32,7
36 24,2 24,3 - 28,5 28,6 - 32,7 32,8
37 24,4 24,5 - 28,7 28,8 - 32,8 32,9
38 24,5 24,6 - 28,8 28,9 - 32,9 33
39 24,7 24,8 - 28,9 29,0 - 33,0 33,1
40 24,9 25,0 - 29,1 29,2 - 33,1 33,2
41 25 25,1 - 29,2 29,3 - 33,2 33,3
42 25 25,1 - 29,2 29,3 - 33,2 33,3

De volta ao peso de antes:

O ganho de peso é natural durante a gestação, mas é possível retornar ao peso anterior de forma simples e saudável. Veja três dicas importantes:

Amamente seu bebê:

Além dos benefícios para a saúde da criança, a amamentação também traz vantagens para o corpo da mãe. Estudos comprovam que amamentar emagrece porque a produção de leite promove a queima de uma grande quantidade de calorias.

Além disso, quando o bebê suga o seio, o corpo da mulher libera ocitocina, um hormônio que age na contração uterina, fazendo com que o útero volte ao tamanho normal, o que ajuda no retorno do organismo ao estado anterior à gravidez. Mulheres que praticam a amamentação exclusiva tendem a emagrecer mais rápido.

Mantenha Alimentação Balanceada:

Para a produção do leite, é necessária a ingestão de calorias e de líquidos além do habitual, afinal, nessa fase não é mais somente a mulher que precisa estar bem alimentada. Acredita-se que um consumo extra de 500 calorias por dia seja o suficiente, pois a maioria das mulheres armazena, durante a gravidez, de 2 kg a 4 kg para serem usados na lactação. De maneira geral, recomenda-se consumir pães e cereais, frutas, legumes, verduras, derivados do leite e carnes, conforme as preferências da mulher, seus hábitos culturais e a acessibilidade que tenha aos alimentos.

Não faça dieta:

Recomenda-se evitar dietas e medicamentos que promovam rápida perda de peso (mais de 500g por semana). Com a amamentação, naturalmente, a mulher já perderá peso.